7 dicas para evitar problemas financeiros em empresas de família

Finanças  /   / Por Mulheres Seguras  /  Por
0 comments

Empresas familiares são muito comuns no Brasil. Desde grandes corporações até pequenos empreendimentos administrados por pais e filhos, ou mesmo entre casais. Você certamente conhece alguém que faz parte de uma, ou até já trabalha em um negócio assim.

O aumento do desemprego pode ser uma motivação para a ideia de organizar uma empresa em família. Por outro lado, nessa época, quem já abriu um empreendimento nesses moldes pode ter medo de não sobreviver à crise. Para evitar isso, é preciso ter muita atenção ao planejamento do negócio. 

Você está nessa situação? Confira as dicas que destacamos a seguir, para quem está querendo superar momentos de dificuldade, ou quer começar uma empresa familiar com o pé direito.

1) Envolva quem está realmente interessado na empresa

Uma grande dificuldade para líderes de empresas familiares é ter objetividade na hora de definir cargos. Se você abre um negócio, é natural que imagine seus filhos assumindo o comando posteriormente. No entanto, tenha em mente que nem todo mundo compartilha dos mesmos sonhos e ideais. 

Certifique-se de que os parentes envolvidos na empresa estejam realmente engajados com o negócio, queiram batalhar para o crescimento e assumam esse compromisso como prioridade profissional.

2) Cuidado com a proteção exagerada

Fazer uma separação das relações familiares das profissionais é uma tarefa difícil, mas imprescindível para o sucesso da empresa. Tomar decisões mais baseadas nas emoções familiares do que na objetividade profissional pode ser a origem de problemas graves para a estrutura da empresa, além de acentuar divergências entre quem for protegido e aquele que se sentir prejudicado. 

3) Dê o mesmo tratamento para funcionários que não são parentes

Se alguém ingressa em uma empresa familiar sem ter nenhum tipo de vínculo com as pessoas que fazem parte da estrutura, é natural que se sinta em desvantagem. Cabe a você eliminar esse receio. Isso pode ser feito com medidas bem simples, como procurar manter um tratamento igualitário a todos, sem privilégios para quem é da família.

4) Seja rigorosa quanto ao seu tempo

O excesso de convívio com familiares pode trazer desgaste para as relações. Para que não haja prejuízo no âmbito profissional nem no familiar, a regra é ter muito rigor na hora de dividir o tempo. Não leve assuntos de trabalho para a mesa do jantar e vice-versa. Procure também manter a individualidade para outras atividades do cotidiano. Você pode, por exemplo, praticar um esporte, fazer uma aula de dança ou dedicar parte do seu tempo a um hobby que não envolva nenhum familiar por perto. Evitar desgastes é fundamental para que a empresa esteja sempre engajada em um caminho de crescimento.

5) Avalie a presença de um conselheiro

Algumas decisões dentro da empresa podem gerar polêmica, e até mesmo divergências sem volta. Ter um ponto de vista externo pode ser crucial para que as decisões sejam tomadas de forma mais objetiva. Assuntos como sucessão podem ser discutidos com o auxílio de um conselheiro. Ele será importante para o equilíbrio da empresa e também para a preservação das relações familiares. 

6) Crie um conselho familiar

Isso é ainda mais válido para empresas com muitos membros da família. Em algumas situações, os familiares podem compartilhar valores semelhantes, mas não necessariamente terão a mesma visão sobre o futuro da empresa. Alguns podem ser mais conservadores, enquanto outros apostam em ideias mais progressistas. Sendo assim, a definição de um conselho pode ser útil para que a empresa não caminhe baseada em decisões unilaterais. 

7) Mantenha uma rotina estável

Essa dica tem muito a ver com que falamos logo no primeiro tópico. Pessoas comprometidas com uma empresa precisam de dedicação e entrega. Familiares que não se empenham o suficiente, não cumprem prazos ou horários e não respeitam as normas da empresa não devem ser mantidos. 

A relação harmônica em família pode ser um grande ônus para a empresa. No entanto, a liberdade dessas relações pode acabar gerando resultados ruins se não forem bem administradas. 

 

Para você se sentir mais segura:

Vídeo: 5 dicas para organizar o dinheiro da família e dos negócios – Gustavo Cerbasi

Artigos: 7 Rules for Avoiding Conflicts of Interest in a Family Business – Inc.

Conflicts That Plague Family Businesses – Harvard Business Review

Comentários

Posts Relacionados

Foram meses de reuniões, projetos, networking, e você nem percebeu o ano passar. De repente,...

Estabelecer e seguir metas é parte essencial do empreendedorismo. Elas nos ajudam a planejar o...

Você já trabalha há algum tempo como freelancer mas sente que está faltando alguma coisa? Em meio a...

Leave a Reply