0 comments

Você vai ao supermercado, abastece o carro, paga as contas, e na metade do mês já está sonhando com o dinheiro do próximo? Para reverter isso e viver mais tranquila, trabalhar mais não é a única solução. Pequenas mudanças em alguns hábitos e atitudes também podem trazer retornos positivos para suas finanças pessoais e as da sua empresa.

É o que defende a psicanalista e consultora de finanças pessoais Márcia Tolotti. Ela afirma que estão surgindo novas formas de economia que todos deveriam abraçar desde já. Conversamos com a Márcia para descobrir como você pode usar essas novidades a seu favor e conquistar mais em casa e no trabalho.

Economizar é sinônimo de gastar menos?

Não necessariamente. Na nova economia, é preciso entender, em primeiro lugar, que muitas vezes vale a pena investir em recursos que mais caros na hora da compra, mas que trarão um resultado melhor a longo prazo. É como quando você desistiu de comprar aquela blusa baratinha por saber que logo, logo ela ficaria desbotada.

Na sua empresa é a mesma coisa. Na hora de trocar as lâmpadas ou o ar-condicionado do escritório, por exemplo, comprar um modelo que economiza energia vai diminuir o valor das suas contas de luz e ajudar o meio ambiente.

Trabalhando a favor da natureza

Aproveitar recursos naturais de forma inteligente é outra maneira de aliar o cuidado com o meio ambiente à economia. Se você ainda está buscando um lugar para instalar o seu escritório, por exemplo, é uma boa ideia investir em espaços com janelas grandes. Assim, você não precisa ficar com a luz ligada o dia inteiro e gasta menos energia. Caso você queira investir ainda mais nisso, há a opção de instalar painéis solares ou um sistema de aproveitamento de água da chuva.

Segundo Márcia, o uso de tecnologias sustentáveis na construção civil é cada vez mais comum, o que as tornará mais acessível em breve. E você também pode aplicar a economia sustentável no seu dia a dia, com mudanças simples de atitude. Ao invés de usar folhas de papel novas cada vez que você precisar fazer uma impressão ou anotação no trabalho, reutilize documentos e impressões que deram errado. Outra ideia simples é substituir os copos de plástico de cafezinho e água por xícaras e canecas. Você gasta menos, e reduz o descarte de um material que, se não for adequadamente reciclado, pode acabar levando décadas para se decompor na natureza.

Colaborando para conquistar mais

Você não é a única querendo economizar. Seus colegas de trabalho, vizinhos, e amigos também devem estar procurando alternativas para gastar menos. Então por que não trabalhar em conjunto? A economia colaborativa é, para Márcia, outro hábito que as pessoas deveriam implementar em suas vidas. A boa notícia é que tem cada vez mais pessoas abraçando essa ideia. É o caso das caronas compartilhadas, das quais você provavelmente já ouviu falar. E o bom é que fazer esse tipo de economia não dá trabalho nenhum. Você já ia usar o carro mesmo para chegar no escritório, então por que não dar carona para seu colega e dividir a gasolina?

E se você está buscando um escritório para o seu negócio, já pensou em começar em um espaço de coworking? Esses locais são ideais para empresas que ainda têm equipes pequenas, ou até para pessoas que trabalham sozinhas. Uma das vantagens dos coworkings é que você não precisa se preocupar com muitas das despesas que teria se alugasse um escritório sozinha, como investir em móveis e reformas. Esses lugares já têm a estrutura completa de um escritório, e você só precisa pagar um valor por dia ou mês para usá-la.

Crescendo em parceria

Para quem está começando, pode ser difícil investir em serviços que não são prioridade, mas que também são importantes, como, por exemplo, a comunicação da sua empresa. Mas você já parou para pensar que existem várias outras empresas que também estão começando e podem fazer justamente aquilo que a sua precisa?

Foi o que a consultora Márcia Tolotti pensou quando viu que era a hora de deixar as apresentações de slides que usava em suas palestras com uma cara mais profissional. Para isso, ela resolveu fazer uma troca com uma agência de comunicação: eles fizeram a arte dos slides, e ela deu uma palestra sobre finanças pessoais para a equipe. Aproveitando a economia criativa, outro conceito que Márcia destaca como essencial para o momento que estamos vivendo, todos saem ganhando. Já pensou no que o seu negócio tem a oferecer para outras empresas?

Você não precisa gastar dinheiro para ter coisas novas

As trocas também podem ajudar a economizar dentro de casa. Você precisa de cadeiras novas e talvez aquele sofá que você não quer mais seja exatamente o que seu vizinho está procurando. Por que não aproveitar isso? Para Márcia, precisamos parar de encarar a compra e a troca de coisas usadas com preconceito.

O projeto Free Your Stuff, que já existe em várias cidades do mundo, tem tudo a ver com esse princípio. O objetivo desses grupos é se livrar daquelas coisas que estão juntando poeira na sua casa. O primeiro grupo no Facebook foi feito em Berlim, mas a ideia já foi multiplicada em vários lugares, inclusive no Brasil, em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Florianópolis. A única regra é não envolver dinheiro: a intenção é criar uma comunidade colaborativa em que todos ganham sem precisar gastar nada.

E aí, ficou inspirada? Existem várias alternativas para economizar que você nem tinha pensado, não é mesmo? Estude seu extrato bancário, e pense no quanto você pode economizar sem deixar de fazer o que precisa. Assim, você fica mais tranquila, e sobra aquele dinheiro para investir no futuro do seu negócio.

 

Para você ficar mais segura:

Livro: Sharing is Good: How to Save Money, Time and Resources through Collaborative Consumption – Beth Buczynski

Artigos:  A Economia Colaborativa Molda os Negócios. Aceite ou Morra – Exame

50 Ways to Save Money in Your Business – Entrepreneur

The Sustainable Economy – Harvard Business Manager

Comentários

Posts Relacionados

Pode ser a demanda que aumentou e mostrou a você que o negócio pode crescer ainda mais. Pode ser...

Foram meses de reuniões, projetos, networking, e você nem percebeu o ano passar. De repente,...

Estabelecer e seguir metas é parte essencial do empreendedorismo. Elas nos ajudam a planejar o...