Carnaval: uma oportunidade de negócio

Marketing e Vendas  /   / Por Mulheres Seguras  /  Por
0 comments

Quem disse que o ano só começa depois do Carnaval? Pelo contrário, para muitas empreendedoras esse é um período agitado e bastante lucrativo. O feriado é extremamente importante para a economia brasileira, no ano passado a cidade de São Paulo, por exemplo, arrecadou cerca de R$ 731 milhões com a data. Por isso, cada vez mais pessoas têm aproveitado o momento para empreender. Conheça algumas ideias de negócios criativos que geram muita renda durante a temporada de festas:

CONTINUAR LENDO

1- Glitter

Nos últimos anos, o produto saiu dos sambódromos para tomar conta do Brasil inteiro nas festas e bloquinhos de rua. Em 2017,  a procura foi tão grande que o estoque de glitter de muitas lojas da rua 25 de março, em São Paulo, esgotou. Foi então que muitas foliãs enxergaram aí uma oportunidade. A publicitária Naiara Cândido, dona da Contém Glitter, começou seu negócio fornecendo o brilho para suas amigas de Recife, e hoje tem 8 funcionárias. “No ano passado, tivemos um crescimento de 300% e eu decidi ir além! Continuei trabalhando a marca durante o ano fornecendo o produto para casamentos, festas, ações de marcas e eventos de empresas.”

Outra possibilidade dentro desse segmento é a venda das opções biodegradáveis de glitter, feitos a partir de algas, pó de pedras, gelatina incolor e corantes vegetais e minerais, que vêm ganhando força. A Julia Theodoro Duarte decidiu investir nessa alternativa e criou em fevereiro de 2018 a Glitter Glitter: “A proposta era ser só uma pop-up store, mas deu bastante certo. Em 2019 voltaremos com novas ideias e receitas muito melhores e funcionais, sempre respeitando nossos 4 pilares: vegano, biodegradável, artesanal e cruelty-free.”

2- Acessórios

O crescimento do carnaval de rua também contribuiu para o surgimento de um mercado de venda de adereços. A maioria das empreendedoras utiliza as redes sociais para divulgar os produtos e receber encomendas, mas também é possível realizar a venda em bloquinhos ou em comércios locais. Maria Carolina Lopes, de Brasília, começou a produzir acessórios e fantasias para vender para as amigas em 2016, e hoje utiliza o perfil da loja no Instagram para enviar os produtos para todo o país. A Minha Colombina nasceu quando ela decidiu unir uma tradição de família, a costura, com os talentos de sua avó, mãe, tia e irmã. “Às vezes uma mulher tem uma habilidade, mas acaba tendo medo de empreender. Para vencer esse obstáculo, principalmente nessa data onde é preciso agilidade, uma saída é reunir outras pessoas e trabalhar em conjunto.”

3- Customização de abadás

Concebidos inicialmente pelas bandas de carnaval da Bahia, os abadás também ganharam o país. A peça passou a ser produzida e utilizada na forma de uma camiseta-ingresso padrão, o que abriu espaço para o negócio de customização. A PE Customização foi criada pelas sócias Carol Lorenzze e Júlia Albuquerque em 2013, em Recife. “Começamos customizando peças para amigas e familiares, e, no ano seguinte, resolvemos oferecer o serviço em uma loja no shopping. Atualmente contamos com 10 costureiras que personalizam em torno de 400 abadás no período de festas.”

Para quem quer aproveitar as oportunidades que essa época oferece para empreender, a dica das empreendedoras é a mesma: aproveite essa oportunidade para investir naquilo que você gosta de fazer.

 

Para você se sentir mais segura:

Ideias de negócios para ganhar dinheiro no verão – SEBRAE

Negócios de Carnaval: mercado informal da folia cresce e avança via internet – PEGN

RECOLHER

Comentários

Posts Relacionados

A sociedade vem mudando: há algum tempo a mulher não está restrita apenas ao papel de ficar em casa...

Desde que chegou ao Brasil, em 2010, a Black Friday tem sido sinônimo de bons negócios tanto para...

A ideia de abrir uma loja virtual já deve ter passado pela sua cabeça muitas vezes. Vender mais,...

Leave a Reply