0 comments

Uma pesquisa realizada pela FIESP revelou que as pequenas e médias empresas são o alvo preferencial dos hackers, recebendo 60% dos ataques registrados entre as empresas paulistas. Roubo de informações sigilosas sobre a empresa e seus clientes é o que acontece em 46% dos casos. Mas os criminosos estão interessados mesmo em invadir a área financeira das empresas, motivo de 59% das ocorrências registradas.

Como se proteger? Em primeiro lugar, tomando consciência de que seus computadores são uma porta aberta para a empresa sempre que estão conectados à internet. Depois, adotando boas práticas para evitar pôr em risco tudo aquilo que você vem batalhando tanto para conquistar com o seu negócio.

CONTINUAR LENDO

Atenção aos anexos dos e-mails
Ao clicar neles, você pode acabar instalando softwares maliciosos na sua máquina, capazes de roubar senhas ou permitir o controle (e o “sequestro” dela) à distância. Use o bom senso: desconfie de títulos de anexos e links que prometem ofertas boas demais para serem verdade, ou cobram um atraso de pagamento a um banco que não é o seu. Na dúvida, contate os canais oficiais (como o telefone da empresa que assina o e-mail) para checar a veracidade da informação.

Antivírus e sistema operacional sempre atualizados
Quem nunca suspendeu a atualização do sistema operacional porque estava com pressa para terminar algo? Quando você faz isso, dá tempo aos hackers de explorar falhas do sistema para acessar seu computador. Nas configurações, escolha “atualização automática” e respeite os tempos de atualização sempre.

Redes sociais também representam risco
O acesso às redes sociais faz parte da vida (e também da estratégia) do seu negócio. No entanto, os hackers também podem invadir o seu computador através deles. Evite clicar em posts que pareçam suspeitos ou naquela mensagem enviada por um amigo à dezenas de pessoas ao mesmo tempo. Pode ser vírus.

Faça backup dos seus dados na nuvem
Quando você tem o armazenamento na nuvem, pode recuperar a qualquer momento dados que tenham sido bloqueados por um invasor ou perdidos em caso de roubo de um aparelho. Existem ótimas soluções para isso, como o Google Drive e o Dropbox — ambos com planos corporativos.

Limpe o cache regularmente
Crie a prática de limpar o histórico e o cache do seu navegador pelo menos a cada duas semanas. Desse modo, você diminui a chance de que softwares maliciosos fiquem ligados aos programas que você usa regularmente.

Eduque sua equipe (e família) sobre essas práticas
Se todas as pessoas que utilizam os computadores da sua empresa adotarem essas práticas, a chance de passar longe de qualquer risco fica muito maior. Que tal enviar esse artigo para eles?

Para você se sentir mais segura:
Além de tomar medidas para que seus dados estejam protegidos na internet, você vai ficar ainda mais tranquila se souber que seus computadores e equipamentos eletrônicos estão protegidos. É por isso que é importante contar com um seguro empresarial como os da Liberty Seguros, que têm coberturas para reparo ou substituição de equipamentos eletrônicos e indenização em caso de incêndio, queda de raios e explosão.

RECOLHER

Comentários

Posts Relacionados

Advogadas, consultoras, arquitetas, corretoras. O trabalho de todas é diferente, mas essas e outras...

Segundo o Sebrae, o Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos no mundo. Tidos como...

A proteção do seu negócio deve sempre ser uma prioridade. Quem é dona de salão de beleza, ou está...

Leave a Reply