0 comments

Vozes originais, histórias de coragem, reflexões sobre o papel da mulher na sociedade. Conheça cinco livros escritos por mulheres que vão inspirar você na sua jornada como empreendedora.

CONTINUAR LENDO

AMERICANAH

Americanah
Chimamanda Ngozi Adichie

A história de amor de Ifemelu e Obinze é o pano de fundo que a escritora nigeriana utiliza para debater questões como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero. Uma obra que chamou a atenção do mundo para a literatura que está sendo produzida na África, e que fala sobre o poder de contar a própria história com coragem, refletindo sobre o papel da mulher no mundo de hoje.

 

Plano B
Sherryl Sandberg

A vida de Sherryl Sandberg era um sucesso em todos os aspectos. Braço direito de Mark Zuckerberg, ela conciliava uma carreira brilhante com a família de dois filhos quando o marido morreu com um infarto fulminante. Os dois anos que se seguiram e como ela se reinventou depois desse período é um relato comovente e corajoso diante dos revezes da vida.

 

Captura de Tela 2018-09-10 às 10.56.58

Persépolis
Marjane Satrapi

Imagine aos 10 anos ser obrigada a usar um véu para frequentar a escola. E, aos poucos, ver sua mãe e as mulheres ao seu redor perderem cada vez mais a liberdade. A experiência vivida pela ilustradora iraniana Marjane Satrapi serviu como ponto de partida para contar, em quadrinhos, a visão de uma menina sobre Revolução Iraniana de 1979. E de como, mais tarde, vivendo fora do país, teve que enfrentar preconceitos e estereótipos dos ocidentais sobre o Oriente Médio.

 

VIRGINIA

Um Teto Todo Seu
Virgina Woolf

Ter um “teto todo seu” onde possa pensar e se expressar livremente. Essa é a condição que a autora Virgínia Woolf coloca para que uma mulher possa ser uma escritora em uma sociedade que tenta sujeitar e diminuir a escrita feminina. Baseado em palestras realizadas pela autora em 1928, o livro continua sendo muito atual nas discussões sobre o papel e o destaque da mulher na produção intelectual.

 

HILDAHILST

A Obscena Senhora D
Hilda Hist

Após a morte do seu amante, Hillé, a “obscena senhora D”, resolve viver no vão da escada, refletindo sobre a vida e o romance que viveu. Uma das obras-primas da autora que foi escolhida como símbolo para a Flip de 2018, o livro mostra uma mulher madura, dona de si, que reflete sem pudores sobre a vida, a morte, o sexo e a passagem do tempo na prosa de uma das mais originais autoras brasileiras.

RECOLHER

Comentários

Posts Relacionados

Sabe aqueles dias em que você acabou de acordar, mas já sente que tudo será ótimo? As primeiras...

Você sabia que o Brasil possui mais de 24 milhões de mulheres empreendedoras? De acordo com...

Os motivos para ter passado um período sem trabalhar são variados. Pode ter sido a escolha de se...

Leave a Reply