0 comments

Quando você começa a pensar em abrir uma loja, virtual ou física, uma das suas primeiras preocupações é com quanto vai precisar vender, e para quantos clientes, para que o negócio dê retorno. E não é à toa: afinal, apesar de muita gente afirmar não ter intimidade com eles, números e métricas são uma parte importante de qualquer plano de negócios, e fundamentais na hora de medir o sucesso da sua empresa e indicar caminhos para o futuro dela. Dados como lucro, produtos mais vendidos, número de visitantes, podem e precisam ser monitorados, para que você possa usá-los a seu favor.

Uma das vantagens de se ter uma loja virtual é a variedade de ferramentas disponíveis para monitorar essas informações. É possível medir com facilidade e precisão, por exemplo, a quantidade de clientes que compram na loja, o número de vendas feitas, e a taxa de conversão (quantas visitas resultam em compras efetivadas). Mas as chamadas métricas não são exclusividade do e-commerce e podem ajudar, e muito, nas estratégias de marketing e venda de lojas físicas.

Cada dado ou informação descobertos sobre o comportamento do cliente pode fazer a diferença para o seu negócio. Se você percebe que não está vendendo o bastante, mas não sabe o porquê, se precisa aumentar sua competitividade no mercado, ou quer escolher sua próxima linha de produtos, algumas medidas podem ajudar a tomar decisões. Ferramentas como o Google Analytics permitem que você monitore o número de visitas, vendas, downloads e outras informações importantes para o seu negócio. Algumas das métricas que podem ajudá-la a tomar decisões em sua loja, virtual ou física, são:

Número de visitantes: o Google Analytics mostra o número exato de visitantes do seu site, o que pode ajudar na hora de criar promoções, ofertas especiais e ações de marketing. Já em sua loja física, é possível monitorar quantas pessoas entram pela porta, com a ajuda de equipamentos para contagem de fluxo de pessoas. Você sabia que isso existe?

Tempo de visitação: além de atrair clientes, é necessário mantê-los na loja, seja física ou virtual, para que eles encontrem mais produtos e, consequentemente, façam mais compras. No caso de lojas físicas, ter profissionais treinados para atender os consumidores ajuda a transformar a visita em compras efetuadas. Já em lojas virtuais, informações interessantes sobre os produtos, vídeos explicativos e conteúdo útil podem prender a atenção do usuário e convencê-lo a realizar compras.

Zonas quentes: essa métrica ajuda a determinar quais áreas da loja são mais visitadas e, assim, você pode redefinir a organização do espaço e a distribuição de promoções e produtos. Câmeras instaladas no local ajudam a observar e mapear em quais setores há maior concentração e permanência de clientes. No caso do e-commerce, o Analytics mostra quais páginas são mais acessadas, onde há mais cliques, e onde os usuários terminam a visita.

Taxa de conversão: por fim, é necessário fazer a relação entre o número de visitantes à loja e o total de compras efetuadas. Essa taxa também ajuda a tomar decisões para melhorar as vendas, atrair novos clientes, ou fidelizar clientes existentes.

 

Todos esses dados podem ser aplicados para que você redefina estratégias, organização e ações de marketing. Com esse tipo de análise, é mais fácil monitorar sua loja, conhecer melhor seu cliente e ter mais sucesso nas vendas. Se ficar em dúvida sobre o que fazer com tanta informação, tente entender o que cada dado ou resultado significa e como você pode usar isso a seu favor.

Como fazer com que aquele produto que não está sendo vendido saia do seu estoque? Talvez colocá-lo em destaque na página inicial do seu site seja uma opção. Os clientes estão passando pouco tempo dentro da sua livraria? Que tal investir um pouquinho mais e oferecer outros serviços, como uma cafeteria? Use o pensamento divergente, como falamos aqui, e pense em todas as possibilidades antes de decidir por uma solução mais fácil. Você vai ver que surgirão várias ideias para melhorar os resultados do seu negócio.

Comentários

Posts Relacionados

Que uma empresa precisa estar presente nas redes sociais já é, com certeza, notícia velha para...

Infelizmente, as mulheres ainda têm mais dificuldades para conseguir investimento para suas...

Desde que decidiu abrir sua empresa, você já pensou, planejou e avaliou muita coisa. Mas já parou...

Leave a Reply