0 comments

Não importa se você empreende ou é funcionária de uma empresa: retornar ao trabalho após tornar-se mãe é desafiador. Uma pesquisa realizada pela empresa de recrutamento Catho aponta que 28% das mulheres deixam o trabalho depois de ter filhos, contra apenas 5% dos homens.

Após meses de dedicação quase exclusiva ao bebê, a decisão não considera apenas a apreensão com a nova rotina, mas também o peso emocional dessa mudança. Confira algumas dicas para retomar a vida profissional após a licença maternidade e sentir-se mais segura na volta ao trabalho:

CONTINUAR LENDO

1. Chamar o gestor para uma conversa

No retorno ao trabalho, mãe e empresa estão inseguros. Uma imagina que pode ser demitida, enquanto o outro lado pensa que um pedido de demissão pode chegar a qualquer momento. Essa é a hora ideal para uma conversa aberta com o gestor. Falem sobre tudo: atualização sobre acontecimentos da área, novos membros da equipe, metas e plano de carreira, além de esclarecer pontos da rotina de trabalho que precisam ser adaptados.

2. Estar cercada por uma rede de confiança

Contar com pessoas em quem podemos confiar torna mais fácil tomar decisões e delegar tarefas. Isso vale se falamos de várias pessoas ou apenas de uma, no trabalho e também nos cuidados e responsabilidades com o bebê.  Com uma rede de apoio de confiança, formada por parentes ou profissionais, essa fase de transição da nova rotina da família fica mais fácil para todos.

3. Garantia de direitos e uma dose de empatia

Não importa o tamanho ou o setor da empresa: regras trabalhistas precisam ser respeitadas. Por isso, um profissional de RH com conhecimento no assunto torna-se grande aliado de mães e gestores para garantir a aplicação dos direitos na prática. No entanto, no dia a dia da equipe, seguir regras não é suficiente. Os funcionários precisam construir um relacionamento baseado em empatia, para apoiar as prioridades profissionais e também pessoais um do outro.

4. Encontrar propósito no trabalho

Pagar as contas e ter independência financeira é importante, mas, depois de tornar-se mãe, sair de casa e passar parte do dia longe do filho é um esforço válido por algo que realmente valha a pena. Isso significa ter prazer em trabalhar e colaborar com um negócio de que gosta, ou seja, encontrar seu propósito. Para algumas mulheres, isso está na empresa e na função que já ocupam. Para outras, será um momento de busca: em outro trabalho ou com as próprias ideias, apostando no caminho do empreendedorismo.

 

Para você se sentir mais segura:

As mães precisam ser valorizadas no ambiente de trabalho – Mulheres Seguras
Como se recolocar no mercado de trabalho – Mulheres Seguras
Segundo estudo, filhos de mães que trabalham fora são mais felizes – Revista Crescer

RECOLHER

Comentários

Posts Relacionados

Dia das mães, dos namorados, dos pais, das crianças, Black Friday, Natal… Todas essas datas têm uma...

Graças à internet, temos a oportunidade de ouvir e aprender com pessoas de cidades, opiniões e...

Virada de ano é sinônimo de metas a cumprir e novos planos para traçar. Ao mesmo tempo,...

Leave a Reply