Inteligência emocional: o segredo das pessoas bem sucedidas

Desenvolvimento Pessoal  /   / Por Pedro Antunes  /  Por
0 comments

As pessoas mais bem sucedidas não são as mais inteligentes ou talentosas, e sim as que têm mais inteligência emocional: a capacidade de usar tanto a razão quanto a emoção para resolver problemas e criar boas relações com as pessoas. Para quem empreende, e precisa lidar com situações novas e desafiadoras a todo o momento, essa é uma habilidade muito valiosa.

A boa notícia é que a inteligência emocional pode ser desenvolvida por qualquer um, e ela só aumenta e melhora com a idade. Veja aqui algumas dicas e estratégias para cultivar e desenvolver a sua inteligência emocional no trabalho.

CONTINUAR LENDO

Conheça bem as próprias emoções
A melhor escola sobre emoções que existe é a nossa própria vida. Como nos sentimos em determinadas situações, quais gatilhos desencadeiam sentimentos ou comportamentos que não nos agradam, quais atitudes ou contextos conseguem nos colocar para cima. Passe a prestar a atenção nisso tudo. Ter consciência das próprias emoções é o primeiro passo para lidar com elas.

Crie regras para lidar com pessoas e situações difíceis
Sempre encontraremos pessoas difíceis e desafios que abalam as nossas estruturas. Aceite-as como parte da vida, e como uma lição na sua busca pela inteligência emocional. Se você costuma ser traída pelas próprias emoções nesses casos, crie estratégias de emergência para não ser vítima delas. Peça para conversar em outro momento, saia para tomar um pouco de ar, desfaça o circo antes mesmo que ele se arme. Com a cabeça fria você toma decisões muito mais acertadas, e consegue pensar em como lidar melhor com aquilo da próxima vez.

Premie-se quando enfrentar uma situação difícil
Brilhou ao enfrentar uma situação complicada? Premie-se. Um chope com amigos, uma caminhada depois do trabalho, uma volta no shopping. O objetivo é reconhecer o bom trabalho que a sua razão e emoção fizeram juntas. Da próxima vez, elas saberão que, depois de um obstáculo grande, sempre haverá a boa sensação da comemoração.

Escreva sobre os próprios sentimentos e releia
Nos momentos em que estiver enfrentando alguma situação desafiadora, procure escrever ou falar sobre ela. Colocar em palavras o que você está sentindo pode ser, por si só, muito terapêutico. E reler (ou ouvir) você daqui a algum tempo fará descobrir sobre os sentimentos que mais se repetem na sua vida e como vem lidando com eles.

Treine a empatia
A empatia, ou seja, a capacidade de se colocar no lugar dos sentimentos e razões do outro, é a prova máxima da inteligência emocional. Quando nos conhecemos bem emocionalmente percebemos que, quase sem querer, começamos a nos colocar na pele dos outros e entender seus pontos de vista. Muitos problemas podem ser resolvidos quando você consegue acessar os sentimentos e as razões dos outros. Um “superpoder” que não tem preço na hora de lidar com clientes e com as pessoas de sua equipe.

 

Para você se sentir mais segura:
10 sinais de que você tem inteligência emocional no trabalho – Exame
Why You Need Emotional Intelligence to Succeed in Business – Entrepreneur

RECOLHER

Comentários

Posts Relacionados

Pode não parecer, mas o modo como nos apresentamos nas redes sociais diz muito sobre nós. Afinal,...

Seu negócio está crescendo e, com ele, a probabilidade de ter que falar para muitas pessoas sobre...

Segundo o Sebrae, o Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos no mundo. Tidos como...

Leave a Reply