0 comments

Sabe quando um fornecedor tratou você como se não fosse capaz de entender um assunto por ser mulher? Ou quando um funcionário se mostrou incomodado por ter que cumprir ordens de alguém do sexo oposto? Ou ainda quando ouviu aquela piadinha de que um lugar de trabalho com muitas garotas é “sujeito a TPM”? Mulheres passam por situações assim o tempo inteiro. E é por isso que é importante entender o conceito de sororidade e trazê-lo para o empreendedorismo.

CONTINUAR LENDO

A palavra vem do latim sóror, que significa “irmã”. Parte da ideia de “irmãs que se ajudam” e fala de uma união e aliança entre mulheres, baseada em empatia e companheirismo, com o propósito de alcançar objetivos comuns. Cai o lugar comum, incitado pela sociedade machista, de que as mulheres tendem sempre a ser rivais e competir entre si. Entra o conceito, muito mais próximo da realidade, de mulheres que entendem e respeitam as lutas umas das outras e, por isso, se ajudam. Basta citar a empatia imediata que acontece entre mães quando uma delas está com uma criança doente. Sororidade é criar condições para que a mulher esteja com o filho, sem que isso venha a prejudicá-la no trabalho, por exemplo.

Também é um convite para valorizar e procurar ter sempre fornecedoras e funcionárias mulheres na equipe. Assim como unir forças com outras empreendedoras em prol de temas que são importantes como o combate ao assédio no ambiente de trabalho ou a equiparação de salários entre homens e mulheres.

Mas nada de usar a sororidade como justificativa para conseguir o desconto de uma outra profissional, pedir para que outra mulher faça parte do seu trabalho e exigir ser tratada como “irmã” sem retribuir na mesma moeda. Sororidade é sobre como as mulheres podem se apoiar mutuamente nas situações: como todas podem ganhar, não apenas um lado sair ganhando.

A sororidade está, inclusive, em se policiar para não fazer comentários e reproduzir comportamentos machistas. E convidar também suas funcionárias a pensarem a respeito. Acredite: comece a observar e logo perceberá que mulheres podem ser tão machistas quanto os homens, muitas vezes sem perceber.

Que tal promover uma conversa entre suas funcionárias sobre isso? Fazer com que elas se sintam ouvidas e respeitadas por serem mulheres é também uma ótima forma de promover a sororidade no ambiente da sua empresa. É para o bem de todas as mulheres. Faça a sua parte.

Para você se sentir mais segura:

Sete sinais de que você é uma chefe que fomenta o empoderamento feminino – Mulheres Seguras

O que é que eu vou fazer com essa sororidade – Casa da Mãe Joana

Verbete Draft Feminismo nos Negócios: o que é Sororidade – Projeto Draft

RECOLHER

 

Comentários

Posts Relacionados

Vozes originais, histórias de coragem, reflexões sobre o papel da mulher na sociedade. Conheça...

Logo que a Lei Maria da Penha começou a valer, em 2006, Panmela Castro, que havia sido vítima de...

De uns tempos para cá, a conscientização sobre a importância da igualdade de gêneros vem crescendo...

Leave a Reply