0 comments

Apesar de serem maioria no mundo, as mulheres ainda são minoria na liderança de empresas. As causas e consequências que envolvem esse problema já foram assunto aqui no Mulheres Seguras algumas vezes. O que muitas não percebem é que um dos motivos que mais faz as mulheres desistirem ou adiarem uma carreira de empreendedorismo é, na verdade, algo que pode ensinar muito para quem quer empreender: ser mãe.

Muitas mulheres desistem de apostar no empreendedorismo porque simplesmente chegam à conclusão de que não conseguirão conciliar um desafio como esse com outro papel que também exige muito, o de cuidar dos filhos, e isso pode acabar trazendo arrependimentos no futuro. Mas, se tem alguém que consegue fazer a conciliação de duas atividades tão importantes dar certo somos nós, mulheres. Estudos da Kauffman Foundation e da Dow Jones já provaram que companhias lideradas por mulheres costumam gerar um lucro 12% maior que o das lideradas por homens, mesmo usando um capital inicial três vezes menor. Além disso, os negócios das mulheres resistem melhor a crises financeiras.

Sem dúvida, ser uma mãe empreendedora não é fácil, e envolve pequenos sacrifícios e escolhas difíceis. Mas, se você tem vontade e apoio, não há motivo para duvidar de si mesma. Ainda não está segura? Aqui vão alguns motivos para você encarar esse desafio:

Ser mãe é uma escola

Das noites maldormidas às negociações para as crianças dormirem cedo ou terminarem o prato de salada, educar filhos faz você passar por diversas situações que são comuns para quem gerencia uma empresa. Por exemplo, quem é mãe sabe muito bem o que é trabalhar sob pressão. Imagine a seguinte situação: é hora de sair de casa, e seu filho acabou de derrubar comida no uniforme da escola. Você vai ajudá-lo pegando outra camiseta, enquanto sua filha mais nova começa a chorar no outro quarto. Talvez você já tenha se visto em uma situação como essa. Ter que resolver problemas que surgem quando você menos espera, e tomar decisões com agilidade também tem tudo a ver com o dia a dia de um negócio.

Além disso, se há algo que quem tem filhos aprende com o tempo é chegar a soluções criativas. É assim que você consegue apartar brigas de irmãos, convencer seu filho a calçar o tênis que ele não quer, e encontrar um jeito de distrair as crianças enquanto você termina de trabalhar. Quando você começa uma empresa, criatividade é um fator essencial para o sucesso do negócio, especialmente quando você tem um orçamento pequeno – o que geralmente é o caso.

Ser sua própria chefe tem suas vantagens

Ser responsável por uma empresa traz uma série de preocupações e compromissos que você não teria trabalhando como funcionária, mas tem uma vantagem inegável: a flexibilidade. É o que percebe a empreendedora Lisella Zaffari, que já foi nossa entrevistada aqui no Mulheres Seguras. “Quando você é empregada, ninguém vai achar ruim que você não veio porque seu filho está doente. Todo mundo entende isso. Mas a festa de aniversário de um coleguinha ninguém entende”, comenta ela, que vê essa liberdade como uma das principais vantagens de conciliar a maternidade com o empreendedorismo.

Aceite que não existe caminho perfeito

Você pode ser empreendedora ou dona de casa: sempre vai existir alguém – uma revista, um programa de TV, uma mãe da escola – para dizer como você deveria estar criando seus filhos e deixar você com sentimento de culpa. Se você já tem filhos, provavelmente já sofreu se questionando se é uma mãe boa o suficiente. Pois a única maneira de empreender mantendo a sanidade é aceitar que quem define o que funciona para você e sua família é você, e mais ninguém.

Sempre existirão inúmeras pessoas querendo opinar, mas a verdade é que ninguém tem certeza realmente do que está fazendo. O importante é encontrar a sua maneira de conciliar as coisas. Talvez você prefira fazer horários mais curtos durante o dia, e deixar para terminar o trabalho depois que seus filhos forem dormir, ou prefira abrir seu negócio dentro de casa, para ficar mais perto da família e envolver as crianças no dia a dia da empresa.

Aqui e ali, você terá que abrir mão de certas coisas. Nesses momentos, lembre-se sempre de por que você está tomando aquela decisão: para não levar trabalho para o fim de semana, para conquistar aquele novo cliente que vai ser essencial para o seu negócio, para pagar a faculdade dos seus filhos. De um jeito ou de outro, as coisas darão certo, e seus filhos sobreviverão. Afinal, existe maneira melhor de educar seus filhos para o futuro do que sendo uma mãe trabalhadora que corre atrás dos seus sonhos?

 

Para você se sentir mais segura:

Artigos: Letter To Working Mothers: Stop Feeling So Guilty – Forbes

Mães Empreendedoras: Entre o lar e o trabalho – Endeavor

5 Reasons Moms Make Great Entrepreneurs – Fast Company

 

Comentários

Posts Relacionados

Quem já empreendeu sabe bem que abrir um negócio não é fácil, e requer muita dedicação e trabalho....

Quais são as suas prioridades enquanto empreendedora? Não é fácil responder essa pergunta, certo?...

Você passa o dia inteiro com a sensação de que não tem tempo para fazer tudo o que precisa? Quando...

Leave a Reply