0 comments

Desde que decidiu abrir sua empresa, você já pensou, planejou e avaliou muita coisa. Mas já parou pra pensar sobre as crises que o seu negócio pode sofrer? Talvez sim, ou talvez você não saiba exatamente do que se trata. Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, crise não é qualquer problema rotineiro. Normalmente é algo mais sério, que foge do seu controle e que pode ter um grande impacto – negativo – no seu empreendimento.

Isso não quer dizer que crises não possam ser evitadas. Mas uma coisa é certa: não importa o tamanho ou o setor da sua empresa, ninguém está 100% isento de não passar por crises. Nós já falamos, aqui no Mulheres Seguras, sobre a gestão de riscos. Mas agora vamos explicar melhor o que é crise e dar algumas dicas de como você pode se preparar.

Para ficar claro, crise é uma situação que acontece repentinamente em uma empresa e normalmente tem grande dimensão. Ela pode envolver erros de funcionários ou colaboradores, pode desgastar o relacionamento com os clientes e, principalmente, pode afetar a imagem e a credibilidade da sua empresa, resultando em perdas financeiras. Um planejamento de gestão de crise precisa ser completo, e tentar prever situações que possam afetar o bem-estar do empreendimento. Para começar, você pode seguir essas dicas:

Faça uma reunião com gerentes e diretores

Chame as pessoas que ajudam você a tocar o seu negócio. Gerentes, sócios, supervisores, todos precisam saber dos possíveis riscos e pensar como cada um pode ajudar, no seu setor, a prevenir ou driblar as crises.

Mapeie riscos

Você provavelmente conhece bem o setor que escolheu, e melhor ainda a sua empresa. Portanto, você consegue identificar os riscos e crises que podem afetar o seu negócio. Ter isso mapeado já ajuda a pensar em estratégias para preveni-los. Além de identificar o que tipos de crises podem acometer o seu negócio, a melhor forma de se recuperar rápido dela é ter um passo a passo pré-determinado do que deve ser feito no momento em que os problemas vêm à tona.

Defina quem deve ser avisado

Caso algo, de fato, aconteça, é precisa saber quem deve ser notificado. Fornecedores, parceiros, clientes, tudo depende de quem é mais afetado pela crise. Tentar esconder ou ignorar o acontecimento não é uma boa ideia.

Seja clara e transparente

Fale com todos que precisam saber do que está acontecendo. Mas não esconda os fatos, seja o mais clara e transparente possível — principalmente com seus clientes. Isso contribui para manter a confiança dos seus colaboradores e stakeholders.

Encare a crise de frente

Caso necessário, a empresa e seus representantes precisam agir rápido. Assumir a responsabilidade e a situação, apurar os fatos e apresentar soluções é a maneira mais indicada para contornar o momento ruim.

Contrate um seguro empresarial

O ideal, claro, é sempre evitar qualquer crise ou problema. Mas, caso algo aconteça, um seguro empresarial, como os da Liberty Seguros, ajuda a evitar perdas. Produtos como o Liberty Eventos, Liberty Escritórios e Liberty Perfumarias oferecem coberturas básicas, como: danos morais, incêndio, danos elétricos e coberturas específicas para cada tipo de estabelecimento. Procure o mais apropriado para o seu negócio.

É importante lembrar que o trabalho não termina com a crise. Depois de reverter o dano sofrido, você deve analisar o que aconteceu, juntar informações e rever o seu plano. Afinal, você não vai querer que algo parecido aconteça novamente, certo? De qualquer forma, é sempre melhor prevenir do que remediar, então não deixe esse planejamento de lado: assim você poupa possíveis dores de cabeça e danos maiores.

Comentários

Posts Relacionados

Sua empresa requer uso de carros? Em alguns setores, ou dependendo dos produtos e serviços...

Aumentar carteira de clientes e apostar em novos públicos é importante para o crescimento de um...

Seja qual for o ramo em que você decidiu empreender, provavelmente há inúmeras novas ideias para o...

Leave a Reply