0 comments

Desde que decidiu abrir sua empresa, você já pensou, planejou e avaliou muita coisa. Mas já parou pra pensar sobre as crises que o seu negócio pode sofrer? Talvez sim, ou talvez você não saiba exatamente do que se trata. Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, crise não é qualquer problema rotineiro. Normalmente é algo mais sério, que foge do seu controle e que pode ter um grande impacto – negativo – no seu empreendimento.

Isso não quer dizer que crises não possam ser evitadas. Mas uma coisa é certa: não importa o tamanho ou o setor da sua empresa, ninguém está 100% isento de não passar por crises. Nós já falamos, aqui no Mulheres Seguras, sobre a gestão de riscos. Mas agora vamos explicar melhor o que é crise e dar algumas dicas de como você pode se preparar.

Para ficar claro, crise é uma situação que acontece repentinamente em uma empresa e normalmente tem grande dimensão. Ela pode envolver erros de funcionários ou colaboradores, pode desgastar o relacionamento com os clientes e, principalmente, pode afetar a imagem e a credibilidade da sua empresa, resultando em perdas financeiras. Um planejamento de gestão de crise precisa ser completo, e tentar prever situações que possam afetar o bem-estar do empreendimento. Para começar, você pode seguir essas dicas:

Faça uma reunião com gerentes e diretores

Chame as pessoas que ajudam você a tocar o seu negócio. Gerentes, sócios, supervisores, todos precisam saber dos possíveis riscos e pensar como cada um pode ajudar, no seu setor, a prevenir ou driblar as crises.

Mapeie riscos

Você provavelmente conhece bem o setor que escolheu, e melhor ainda a sua empresa. Portanto, você consegue identificar os riscos e crises que podem afetar o seu negócio. Ter isso mapeado já ajuda a pensar em estratégias para preveni-los. Além de identificar o que tipos de crises podem acometer o seu negócio, a melhor forma de se recuperar rápido dela é ter um passo a passo pré-determinado do que deve ser feito no momento em que os problemas vêm à tona.

Defina quem deve ser avisado

Caso algo, de fato, aconteça, é precisa saber quem deve ser notificado. Fornecedores, parceiros, clientes, tudo depende de quem é mais afetado pela crise. Tentar esconder ou ignorar o acontecimento não é uma boa ideia.

Seja clara e transparente

Fale com todos que precisam saber do que está acontecendo. Mas não esconda os fatos, seja o mais clara e transparente possível — principalmente com seus clientes. Isso contribui para manter a confiança dos seus colaboradores e stakeholders.

Encare a crise de frente

Caso necessário, a empresa e seus representantes precisam agir rápido. Assumir a responsabilidade e a situação, apurar os fatos e apresentar soluções é a maneira mais indicada para contornar o momento ruim.

Contrate um seguro empresarial

O ideal, claro, é sempre evitar qualquer crise ou problema. Mas, caso algo aconteça, um seguro empresarial, como os da Liberty Seguros, ajuda a evitar perdas. Produtos como o Liberty Eventos, Liberty Escritórios e Liberty Perfumarias oferecem coberturas básicas, como: danos morais, incêndio, danos elétricos e coberturas específicas para cada tipo de estabelecimento. Procure o mais apropriado para o seu negócio.

É importante lembrar que o trabalho não termina com a crise. Depois de reverter o dano sofrido, você deve analisar o que aconteceu, juntar informações e rever o seu plano. Afinal, você não vai querer que algo parecido aconteça novamente, certo? De qualquer forma, é sempre melhor prevenir do que remediar, então não deixe esse planejamento de lado: assim você poupa possíveis dores de cabeça e danos maiores.

Comentários

Posts Relacionados

Você já parou para pensar na quantidade enorme de mudanças que presenciamos nos últimos anos? Não é...

Não existe momento melhor para tirar os projetos do papel do que o início de um novo ano –...

O empreendedorismo feminino é um movimento importante para a independência e o empoderamento das...

Leave a Reply